20 de jan de 2014

POEMAS E POESIAS 4: EDUCADOR EM CASA.


AUTOR: Manoel Guilherme de FREITAS.
TIPO: Texto.
PASTA: Educação e Artes(Acima nos Cabeçalhos).

Com o fim do mês de Janeiro e a iminência da volta as aulas, um poema do Poeta e PROFESSOR Manoel Guilherme de Freitas que aborda o tema da educação familiar, muito presente no período de férias... espero que tenha tido muito tempo pra educar seus filhos com teus valores, pois está chegando o tempo em que voltarão pra escola!


EDUCADOR EM CASA 




Labirinto de reflexão, de tesão
de amor, de angústia,
que sacia a sede,
dos nossos alunos.

Eles querem passar,
entende a força,
do poder que dá aprovação,
para o sonho continuar,
Assim, é a labuta de sala de aula,
que exige da gente,
respeito às diferenças.

É difícil excluir a tal a norma culta,
de um sistema injusto, que não dá qualidade,
cobra eficácia, de quem não é capaz.
Mesmo assim, vou dá aulas de graças,
para que nossos jovens,
supere algumas dificuldades,
encontradas,

Assim, fiquei triste com um resultado,
pois, contrario a visão de Estado,
que carente não é capaz!

Refazer tudo, planejar de novo,
para que consiga ler os gêneros adotados,
assim, vem o poema, a charge, o bilhete, a carta, o texto publicitário,
com um pouco de disciplina,
Vocês são capazes!

Manoel Guilherme de FREITAS

O Poeta, segunda parte de sua descrição, a primeira parte está disponível na poesia anterior,  no link abaixo:

VOZES


Manoel Guilherme de Freitas. Aluno especial do PPGEL/UFRN/Doutorado. Mestre em Língua Portuguesa. Bolsista da CAPES/PIBID/UERN. Professor ensino médio/Língua Portuguesa. Poeta.

Estará no livro: TRILHAS DO IMAGINÁRIO POÉTICO.

E foi tendo contato com a literatura perene, que ele tem desenvolvido a produção literária frequente, começou postando os poemas na mídia virtual, no facebook, a partir sugiram pedidos e mais pedidos dos amigos, avaliações positivas nos comentários, tanto é que os blogs começaram a copiar seus poemas e, posteriormente, a pedir que divulgassem em seus blogs, tanto é que há muitos deles, têm aceitação a nível nacional.
Em caráter experimental, mandei os poemas para o jornal Mundo Jovem, para que publicassem no espaço: Subsídios Pedagógicos, os primeiros foram: E, agora, Antonio? sendo este título a alusivo ao poeta Carlos Drummond de Andrade, depois Política, seguido, de Corrupção/impunidade, depois destes, demorou um pouco para publicar mais novos poemas. Contudo, fiquei insistindo, até que os textos começaram a circular, pois era uma forma de vê a repercussão dos leitores sobre a qualidade deles. Depois, o Universo, do Jornal Omossooroense, publicou em setembro/2013, Corrupção/impunidade, a partir desse memento, comecei a vê que os poemas tinham aceitação por parte dos leitores, Contudo, cotidianamente, eu publicava no facebook mais poemas e a recepção não alterava, pelo contrário, cada vez mais os leitores pediam novos poemas, foi aí, que decidi enviar aos blogs de grande circulação nacional, principalmente os que ultrapassava 400 mil visualizações, quais sejam: ocobra/2013, de são Francisco do Oeste - RN, blog de Francoorp, de Goiânia, que já publicou Amor e Réveillon, o de Edmilson Lopes, intitulado de: Política, sociologia e cultura, do Departamento de Sociologia, da UFRN, que publicou: Amor e Liberdade, sem falar vários outros blogs, como o de eugeniofreitas, de São Francisco do Oeste-RN, quase que diariamente e publica textos em seus diários como o de informação e interação, de Portalegre, dentre outros.

Mais sobre o Poeta nas novas postagens...

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Valeu, e tem muitas outras postagens do Poeta... pelo visto gosta de poesias, siga-o pois tem qualidade e potencial artístico real!

      Excluir