27 de fev de 2014

Geopolítica: O General Brasileiro no Congo!




AUTOR: Francoorp.
Tipo: Texto e Vídeo.
Pasta: Geopolítica e Internacional (Acima nos Cabeçalhos).

Sim, você leu bem... Existe um general brasileiro no Congo, e ainda por cima comandando uma missão de paz da ONU, a maior de todas as missões de paz que a organização possui atualmente!

É um general do exército brasileiro que foi Comandante da 2ª Divisão de Exército e Subcomandante do Comando de Operações Terrestres. Passou para a reserva em novembro de 2010, em seguida tornou-se assessor especial do Ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da Republica do Brasil, e agora está no comando de tropas armadas da maior instituição internacional do planeta!!

E agora ganhou até documentário da Al Jazeera, e isso chamou minha atenção, mesmo que não seja novidade pra mim... mas você, sabe como e porque de todo essa revelação midiática internacional??

Se sim ou se não, seja bem vindo ao Blog e tentarei detalhar o caminho que levou a isso tudo... Peço só um pouco de paciência, caso não tenha, o Vídeo Documentário da Al Jazeera está no final desta postagem; Mas caso deseje conhecer a história cronológica pra se entender tudo isso, deixo um pouco de documentação online verificável até a data de hoje.

Oficialmente o General Carlos Alberto dos Santos Cruz e suas tropas de capacetes azuis estão de serviço na Republica Democrática do Congo, que de republica tem pouquíssimo e de democrática não tem nada!!! O quem comprova mais uma vez que nomes de nações, grupos ou partidos são só "Propaganda Politica" e mais nada, pois nomes não dizem quem acredita no que ou quem é quem em alguma coisa, e muito menos se podemos confiar no que dizem ou no que farão de fato... Mas essa é uma outra conversa!!

O que importa sempre é o que se "Fez", isso sim diz quem foi e quem é uma pessoa... E veremos isso agora muito bem na missão do General na Republica Democrática do  Congo!!

Esta é a primeira missão na ONU onde as tropas de paz podem ser agressivas em conflitos armados de guerra real com os grupos rebeldes e violentos locais, sempre que seja em defesa dos direitos humanos e da incolumidade dos civis.

Mas antes de assistir ao documentário da rede Al Jazeera, creio que seria necessária uma apresentação sobre a missão de um nosso general na África, não pretendo falar do homem em si, não julgo pessoas, prefiro fazer um reassunto geral de como chegou onde está, e principalmente de como chegou até este ponto em sua carreira militar, como é que até a mídia internacional faz documentários sobre ele e sua missão em um país da África Central!!

Antes de mais nada é necessário lembrar o nome da missão, esta missão da ONU chama-se: MONUSCO!



E com chegou até aqui tentarei fazer um cronograma bem basico com links de sites que sigo frequentemente... então, peço um pouco de paciência!

O General Santos Cruz não é novato em missões de paz da ONU, em 2010, quatro anos atras, estava partindo pro Haiti em sua segunda missão, a primeira foi de 2007 a 2009:

General de divisão Carlos Alberto dos Santos Cruz parte para o Haiti

Seus méritos no campo haitiano o fizeram brilhar aos olhos do palácio de vidro em Nova York-USA...

E assim, em abril de 2013 o general do exército brasileiro Alberto Santos Cruz foi convidado pela ONU a comandar uma nova missão, desta vez INÉDITA NA HISTÓRIA DA INSTITUIÇÃO GLOBAL, a missão da ONU no Congo com novas regras de engajamento, onde agora podem atacar e destruir movimentos armados locais, e o Gen. Santos Cruz foi o escolhido pra dar conta do recado:

General do Brasil é convidado para comandar missão de paz no Congo

E o General aceitou, e agora veremos com foram seus primeiros passos na missão...




O Gen. Alberto Santos Cruz aceita o convite pra comandar a nova missão da ONU no país, pelo visto gosta de ação!!!

DESAFIOS NO CONGO - GENERAL BRASILEIRO CHEFIARÁ MAIOR MISSÃO DE PAZ DA ONU



E parte em via definitiva e oficialmente pra sua nova missão no Congo sob bandeira da ONU....

General brasileiro parte para missão no Congo

Acontece que chegando lá percebe rápido que nem tudo é flores pro Gen. Santos Cruz e principalmente pra ONU no Congo, já que a instituição não conseguiu pacificar e nem mesmo proteger os civis depois de uma década no país em guerra civil:

Descrédito da ONU e violência rebelde aguardam general brasileiro no Congo

Mas o que é a missão MONUSCO, e porque um General brasileiro foi convidado???

Não é facil responder, o que podemos dizer com certeza é que a guerra civil no Congo é muito mais do que parece à primeira vista...

GUERRA SUBTERCEIRIZADA POR RECURSOS MINERAIS: UM ESTUDO SOBRE O CASO DO CONGO


Vê-se principalmente sua importância bem maior do que a missão do Haiti, principalmente nos números!!

Seguindo dados da própria ONU em seus sites oficiais, vemos que tudo é bem mais complexo e dificil do que na missão do Haiti, a MINUSTAH.


Só pra ver o tamanho do Problema no Congo, veja a relação de países e quantidade de tropas enviadas ao país pela ONU... Notar que supera em muito o Haiti!

Lista dos PAÍSES ENVOLVIDOS COM TROPAS E POLICIAS ENVIADAS:http://www.un.org/en/peacekeeping/missions/monusco/facts.shtml

Current strength (31 May 2013)

19,192 total uniformed personnel
17,260 military personnel
516 military observers
1,416 police (including formed units)
1,001 international civilian personnel*
2,959 local civilian staff*
582 United Nations Volunteers
*Note: Statistics for international and local civilians are as of 30 April 2013

Country contributors

Military personnel

Algeria, Bangladesh, Belgium, Benin, Bolivia, Bosnia and Herzegovina, Burkina Faso, Cameroon, Canada, China, Czech Republic, Egypt, France, Ghana, Guatemala, Guinea, India, Indonesia, Ireland, Jordan, Kenya, Malawi, Malaysia, Mali, Mongolia, Morocco, Nepal, Niger, Nigeria, Norway, Pakistan, Paraguay, Peru, Poland, Romania, Russian Federation, Senegal, Serbia, South Africa, Sri Lanka, Sweden, Switzerland, Tunisia, Ukraine, United Kingdom, United Republic of Tanzania, United States, Uruguay, Yemen and Zambia.
Police personnel

Bangladesh, Belgium, Benin, Burkina Faso, Cameroon, Central African Republic, Chad, Côte d'Ivoire, Djibouti, Egypt, France, Guinea, India, Jordan, Madagascar, Mali, Niger, Nigeria, Romania, Russian Federation, Senegal, Sweden, Switzerland, Togo, Tunisia, Turkey, Ukraine and Yemen.
Fatalities

33 troops
3 police
 
3 military observer
12 international civilian
7 local civilian
 
_____

58 total
Parece que mesmo assim a ONU procura um militar que já serviu em seu quadro e que possivelmente seja de um país "Bem Visto" pelo africanos, não seja visto nem como colonialista ou imperialista... Sim... Isso conta, e conta muito!!

ONU quer levar ao Congo experiência brasileira no Haiti



O General Santos Cruz sabe muito bem das diferenças entre Congo e Haiti, e também desses problemas locais, os estuda pra montar uma estratégia de combate, prefere não dar relatórios imediatos ou fazer predições estratégicas em entrevistas, nem dizer nada de tático ou estratégico assim no inicio de sua nova missão, ganha tempo, analisa o quadro tático, estuda o terreno e principalmente as circunstancias do campo de batalha, quem é quem na realidade e ainda quem ajuda quem nas relações entre os rebeldes e os civis... E faz isso sem pressa como deve ser!

Um dos primeiros fatos que conclui é a motivação da guerra civil, faz uma analise do conflito, e diz não ver nenhum conflito étnico no país, isso é fundamental pra conhecer as motivações de combate do inimigo, saber porque e pelo que lutam é fundamental pra se montar uma estratégia militar ativa:

'Não acredito em conflito étnico no Congo', diz general brasileiro

Segundo ponto importante são as novas regras de engajamento de suas tropas, isso dá muita liberdade de ação aos seus planos militares e principalmente aumenta o moral de seus homens, pois podem defender os civis e a si mesmos, podem combater realmente por uma causa no Congo:

Missão da ONU amplia ofensivas contra grupos armados na RD Congo, diz general brasileiro

E mesmo assim o estudo continua, e depois de alguns meses de analise da situação tática, o Gen. Santos Cruz declarou ter uma estratégia que vai ativar de fato sua missão no país, e assim prediz o seu objetivo inicial de "COIBIR" as ações contra civis que os rebeldes realizam constantemente, e o Gen. sabe bem que coibir grupos armados que lutam entre si e contra o governo da Republica Democratica do Congo não é uma missão simples:

General brasileiro diz ter estratégia para coibir rebeldes no Congo



A estratégia foi levada ao campo e se tornou operacional, foi em frente com seus homens de dezenas nações diversas, a comunicação pelo visto não foi impedida pela multi nacionalidade, e ao julgar dos resultados da estratégia o Gen. Santos Cruz soube jogar muito bem suas cartas nos conhecimentos internos da máquina burocrática da ONU e principalmente soube gerenciar os conflitos de interesses internos na instituição, os conflitos de quem tem a ganhar ou perder com a própria guerra no país, já que os países integrantes da ONU apoiam grupos rebeldes diferentes, em aéreas diferentes, e outros apoiam o governo local, e pro aí vai... Coisa que aprendeu no Haiti!

Abaixo um link da BBC do Brasil as vésperas das operações militares:

General brasileiro prepara ação inédita de tropas da ONU no Congo

O Ultimato de 48 horas pra abandonar as armas....




Por fim a missão foi executa e seus objetivos alcançados, mas um detalhe salta aos olhos na operabilidade geral... Seus objetivos foram bem maiores do que a "Coerção", suas táticas e a disciplina de seus homens VENCERAM DE FATO o maior grupo rebelde no campo congolense, venceram um grupo que já lutava ha vinte anos e conhecia muito bem o território, as técnicas de guerrilha e tinha raízes profundas na sociedade e nos vilarejos regionais... É a vitória sobre o maior grupo rebelde do Congo:

Vitória surpresa no leste do Congo um crédito a força muscular da ONU



Até a imprensa não especializada cita o triunfo inicial no Congo, coisa rara vendo as matérias sobre o Haiti:

Brasileiro festeja triunfo sobre grupo no Congo, mas ação da ONU segue

Uma parte da nova missão da ONU e do Gen. Santos Cruz foi concluída, a primeira missão foi um sucesso, existiu uma vitória de fato, uma vitória no campo, e vendo que o grupo rebelde vencido foi o maior e mais potente de todos, o M-23, foi uma grande vitória, e os méritos do General são reconhecidos:

MÍDIA ESTRANGEIRA APONTA ATUAÇÃO DECISIVA DE GENERAL BRASILEIRO PARA ESTABILIZAÇÃO NO CONGO

O líder dos rebeldes do M23 se rende e a estrada pra um acordo de paz COM ESSE GRUPO se abre realmente!

Entrevista: Monusco fala de fim militar do M23, após rendição do líder

E enfim os acordos de paz entre Governo da Republica Democratica do Congo e M23 é confirmado:

Congo assina acordo de paz com rebeldes do M23, diz Quênia

A primeira vitória de fato é confirmada e concluída nas vias de fato, e assim... Medalha pra o Gen. Alberto Santos Cruz pela sua vitória histórica na África:



Mas essa vitória é também histórica pra ONU vendo suas mudanças nas regras de engajamento, na importância tática da missão que nunca tinha sido realizada antes, isso por si só já é um fato histórico pra instituição, e foi um general brasileiro a comandar-la!

Certamente não venceu sozinho, um parabéns a todos os seus homens, aos soldados de dezenas de nações do mundo, todos eles cumpriram sua missão e a cumpriram com valor, e melhor recordar também os comandantes locais como o Coronel Mamadou Ndala, morto em combate a pouco tempo!




Mesmo tendo iniciado com vitória, a guerra continua e a estratégia de combate do General também, falta muito pra pacificar de fato o país, mas parte já foi concluída:

General brasileiro pacifica o Congo

Agora o que vemos é um um periodo de felicitações, sim isso incentiva a combater e completar a missão no Congo, o demonstração disso que veremos no documentário, é que o General continua a ver o quadro operacional com foco e motivação, e ainda com mais realismo sobre o que serve pra vencer os demais grupos rebeldes, e vemos que não depende só dele, serve uma grande conjunção de fatores pra acabar com a guerra civil no país, e parte dela é também internacional, com países exercendo pressões diplomáticas, como a que os USA fizeram em Ruanda:

EUA apelam para Ruanda suspender apoio a rebeldes no Congo

E agora pra quem gosta do tema, chegou a hora de desfrutar o vídeo documentário que a Rede de TV Al Jazeera realizou sobre o tema, com o DOC "Congo e o General"... Como todos sabem eu sou fã de documentários, e esse Blog também prova isso tendo uma pagina exclusiva pra esse tema, mas em varios temas diferentes, não só Geopolítica e Defesa!!


E sugiro não só este vídeo especifico, mas recomendo a visualização de toda essa a lista de reprodução Exército brasileiro... Recomendadíssimo por um leigo como eu, por aquilo que possa valer:



Eu gostei do DOC, dou meus parabéns Á rede Al Jazeera pela forma como se comunicou e explanou a missão no Congo e a figura do General Santos Cruz.

Isso aí General, eu sempre tive confiança no seu trabalho e até em nossos oficiais e soldados que estiveram no Haiti. Caso alguns de nossos soldados sejam enviados à África tenho certeza que continuarão a cumprir suas missões como sempre, pois "Um filho teu não foge a luta, e nem teme a própria morte".

Gostei também do  seu realismo quanto ao futuro, é muito claro que nem tudo é vitória e a missão não foi cumprida, gostei disso... Lembrou que serve bem mais pra se concluir tudo, e anotou muito bem que não depende só do seu comando ou só da ONU, sem o estado e governo local tudo pode ser perdido, é verdade... e mesmo assim os méritos do que já foi feito existem, e são muitos, então:

Meus Parabéns ao General Alberto Santos Cruz, Sua missão é algo importante não só pro Brasil, não somos mesquinhos a esse ponto, é importante pra seus homens, pra população do Congo e da África... É algo que nos enche de orgulho!




VALEU!!
.
.
.
.
Francoorp.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário