3 de fev de 2014

Poemas e Poesias 6: UTOPIA


AUTOR: Manoel Guilherme de Freitas.
TIPO: Texto.
PASTA: Educação e Artes(Acima nos Cabeçalhos)

Mais uma poesia do poeta e professor Manoel Guilherme de Freitas.


UTOPIA




Pudera! O piso fosse verdade,
já que o que não faltam são inimigos,
com discursos políticos convincentes,
que silenciam o sonho e o destino.

É triste verem professores,
acreditarem nestes inimigos,
que só fazem o mau
à formação e ao ensino.

É triste saber que por migalhas,
alguns colegas mudam o destino,
através de uma história distorcida,
diferente da maioria menos favorecida.

Se o poder fosse bom,
não existia a opressão,
pois isto não faz sentido,
num país que se diz cidadão.

Então, professor como lida com destinos,
sua consciência,
deverá ser a essência,
que transformam vidas através da qualidade do ensino.


Manoel Guilherme de Freitas. Aluno especial do PPGEL/UFRN/Doutorado. Mestre em Língua Portuguesa. Bolsista da CAPES/PIBID/UERN. Professor ensino médio/Língua Portuguesa. Poeta.Estará no livro: TRILHAS DO IMAGINÁRIO POÉTICO.


O Poeta, quarta e ultima parte de sua descrição como artista, a segunda parte está disponível na poesia anterior,  no link abaixo:

CASA



A literatura enquanto reflexão, alimento da aura, do espírito, que toca o indivíduo na sua subjetividade, essa é a proposta, daí está dando grandes frutos e perspectiva para o poeta, de que será um grande sucesso de crítica e de venda. 

O grupo Record editora, já sinalizou para a publicação do livro, contudo no Estado, outras editoras já se dispuseram a publicar como a novata: Cja edições, do RN, mas farei por uma de maior repercussão, como a do grupo anterior. 

Portanto, a literatura tem tornado alimento da alma, do espírito, pois a partir dela, eu consigo expor inquietudes, sentimentos, que mudam transformam a vida de muita gente, daí aproveitar esse dom para tentar melhorar a reflexão do homem no planeta terra.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário